TAKE FIVE GARRETT REYNOLDS | ENTREVISTA TRADUZIDA

Direto de San Diego o rider Garrett Reynolds topa fazer uma sessão no quadro da Cinema BMX, onde rider seleciona 5 perguntas enviadas pelos seus fãns e as responde. 

Nós aqui do BMX20 lhe trazemos em primeira mão essa mini entrevista traduzida em PT-BR confira agora !

1P : Você prefere competir em eventos ou filmar videos parts ?

R : Filmar viagens é sempre divertido, porque há um objetivo comum entre todos os atlétas e você sempre pudera explorar um pouco mais da cidade, ver o que quiser e quanto você mais longe vai, melhor você se sente, mas quando se trata de participar de um evento você tem um tipo de objetivo e esse é o lado mais estruturado que eu lido quando eu estou andando como '' Hoje estou praticando e eu tenho que estar preparado para andar '' então é como se você realmente não sentisse tanto a cidade ou o lugar onde você esta pode a oferecer, a melhor coisa de viajar para concursos é você vê um grupo diferente de pilotos que você está acostumado a viajar como meus colegas de CINEMA, eu sou amigo de todos os BMXers da atualidade então um evento acabada sendo uma grande reunião em familia poder andar juntos e aproveitar o máximo essa é a melhor parte do evento que pode trazer para você, mas filmar, ver os picos, andar juntos com os amigos, conhecer riders diferentes e ficar motivado para aprender manobras novas em picos diferentes de um ao outro, ambos dos lados é incrível, mas são diferentes e também são legais por suas próprias razões.

2P : Quais são seus 5 riders favoritos ? 

R :  Mike Aitken, Van homan, Kevin Porter, Taj Mihelich e Ruben Alcantara, eu acho que esses são 5 riders de uma grande influência e na minha opinião cada um deles trouxeram com o tempo um estilo diferente de se andar e sua própria era onde eles realmente mudaram o jeito de se andar, eu olho para todos eles de maneiras diferentes e tirei um pouco de inspiração de cada um. 

3P : Você esta trabalhando em algum projeto no futuro ? 

R : Nesse momento estou feliz porque estou investindo em três coisas, uma delas é a promo do meu quadro de assinatura para a Fiend, um vídeo para X-Games Real BMX Street e a ultima coisa que estou trabalhando é sobre minha vídeo part da Fiend que logo em breve estara disponivel, é sempre difícil se você estiver trabalhando em muitos projetos ao mesmo tempo para escolher e selecionar quais clipes serão lançados, eu estou muito animado pela minha part pela Fiend e também o X-Games BMX Street que sempre traz algo diferente e inesperado por isso que gosto de viajar, no começo da viajem eu sinto que as filmagens ficam um pouco mais fáceis, mesmo que os picos sejam incríveis às vezes eu já estive em muitos deles é sempre suave ou bem agressivo sobre o desconhecido e saber que você está em algum lugar há tanto tempo e que precisa fazer  dentro deste prazo ou você não será capaz de fazê-lo viajar sempre faz com que seja divertido para isso mas nossa promo para o novo quadro Fiend esta bem empolgante são apenas algumas coisas filmadas ao redor de casa supostamente não é para ser nada tão insano e depois tem a Fiend Part que basicamente eu estou trabalhando nisso a mais ou menos 2 a 3 anos então vai ser bem gratificante poder mostrar o resultado disso tudo. 

4P : Como você se sente com a próxima geração de riders ?    Você acha que o BMX esta no caminho certo ?  

R : Estou bastante confortável com a próxima geração de riders e o caminho que o BMX esta indo, os novos garotos são muitos impressionantes e cheios de habilidades e certamente conheci a maioria deles e são muitos gentis e eu totalmente apoio o que eles estão fazendo, eu penso que o BMX esta em um bom lugar mas não acho que seja necessária uma direção certa para se andar eu acho que esta nas mãos desses garotos e onde eles quiserem, tudo depende deles porque é uma saída criativa e andar é muito parecido com arte, como se fosse tudo diferente de fazer as coisas com seu estilo próprio, então o BMX é a melhor coisa do mundo, é melhor do que qualquer outra coisa que dá um sentimento que nada neste mundo pode te dar e por isso eu continuo perseguindo esse esporte mais e mais todos os dias.

5P : Qual foi o motivo que fez você começar a praticar o BMX 

R : Eu vim de Toms River, Nova Jersey, não há realmente tantas coisas legais que você possa fazer, eu acabei vendo circuito de terra DK na TV e X games na mesma época do meu aniversário de 10 anos tive uma bike de passeio não muito boa de natal, praticamente reuni todo o meu grupo de amigos que eu estava saindo na época e começamos a construir pular rampas e o resto é historia e lembranças, praticamente tudo começou como apenas um  hobby para fazer algo porque eu estava entediado, e quando menos esperado fiquei literalmente viciado estávamos sempre construindo coisas meu pai ele fez armários de cozinha ele sempre tinha pequenos pedaços de madeira compensada, como se estivéssemos sempre construindo coisas, pequenos saltos e eles são tão frágeis que sempre estavam quebrando constantemente até que tive a oportunidade de ter um SkatePark no quintal de casa que a Nike construiu para mim em um certo ponto eu tinha a melhor coisa acontecendo naquele momento, porque minha casa era o ponto de encontro, todo mundo apenas encontrava minha casa, e lá nós andávamos juntos e esse foi um dos melhores momentos que tive da minha vida. 


Calendário de Eventos